Relatório aponta aumento de discriminação no futebol envolvendo brasileiros

Somente em 2018, houve o registro de 44 ocorrências racistas; número é o maior desde 2014

No Brasil de Fato





Segundo o Relatório Anual da Discriminação Racial no Futebol, em 2018 aconteceram 44 ocorrências racistas em jogos envolvendo brasileiros. O número é o maior desde 2014. 25 desses casos têm como alvo os atletas. Também a arbitragem e os policiais aparecem como vítimas nas ocorrências registradas.

Se forem considerados apenas os casos acontecidos no Brasil, o estado onde mais foram registradas ocorrências foi São Paulo, com 16 episódios. Ampliando para competições Sul-Americanas, foi nos embates contra a Argentina que mais casos de racismo foram registrados, com oito ocorrências, sendo seis delas no território do país vizinho e duas no Brasil.

Também foram registrados 16 casos de machismo, sete de xenofobia e quatro de LGBTfobia. A maioria das ocorrências se dão nos estádios ou na internet.

Comentários