Hospital em NY é processado por ceder a pedido contra enfermeira negra



Um hospital de Nova York é alvo de um processo em tribunal. A razão? Um doente não queria ser atendido por uma enfermeira negra. O hospital cedeu e pediu à profissional que respeitasse o desejo do doente. Mais tarde, a ela foi ameaçada de ser retirada de qualquer ligação ao processo clínico do mesmo paciente

O pedido do doente surgiu em outubro de 2017 mas o caso só foi revelado nesta semana pela NBC, que adiantou a enfermeira avançou com um processo contra o Hospital Beaumont.

A unidade hospitalar agora é alvo de críticas por ter respeitado o “capricho” de um paciente, em desrespeito do direito constitucional de não ser discriminada com base na raça.

A enfermeira em causa, Teoka Williams, trabalha no hospital há cerca de uma década, ouviu o paciente fazendo o pedido e reportou a situação aos recursos humanos. Estes, por sua vez, explicaram à profissional de saúde que o hospital procurava satisfazer os desejos dos pacientes.

A defesa da enfermeira alega que a unidade hospitalar optou por “acomodar o racismo”, desvalorizando uma funcionária profissional devido à cor da pele.

Fonte : Noticias ao Minuto 

Comentários