A história do primeiro personagem negro da tirinha ‘Peanuts’



Franklin foi criado pelo autor Charles M. Schulz em 1968, três meses após o assassinato de Martin Luther King

Um dos líderes da luta pelos direitos civis da população negra americana, Martin Luther King foi assassinado no dia 4 de abril de 1968.

Em 31 de julho do mesmo ano, nasceu Franklin, o primeiro personagem negro da tirinha “Peanuts”, de Charles M. Schulz.

O movimento pela igualdade de direitos entre negros e brancos, do qual King foi uma das principais vozes, ganhou força maior a partir da década de 1950.

Pressionado, o governo americano implementou em 1964 a Lei dos Direitos Civis, que pôs fim às leis de segregação racial ainda em vigor no país. Até então, por exemplo, crianças negras e brancas sequer frequentavam, em determinados estados, as mesmas escolas.

De acordo com uma reportagem da rádio pública americana NPR, Franklin foi criado por Schulz após receber uma carta de uma professora e ativista de Los Angeles chamada Harriet Glickman.

Comovida com a morte de King, ela escreveu a Schulz que, desde o ocorrido, vinha se perguntando “o que poderia fazer para ajudar a mudar as condições em nossa sociedade que levaram ao assassinato e que contribuem para o mar de incompreensão, ódio, medo e violência”.

Glickman sugeriu, então, que um personagem negro passasse a fazer parte da tirinha enormemente popular de Schulz, publicada desde a década de 1950 em jornais de todo o país. Na época do pedido, a tirinha estava no auge, circulando em milhares de jornais e sendo lida por cerca de cem milhões de americanos.

Para ela, Franklin poderia desempenhar um pequeno papel na promoção da tolerância e da amizade inter-racial. Apesar de receoso, inicialmente, que a iniciativa fosse tomada como paternalista pela comunidade negra, Schulz acabou por aceitar a sugestão.

A estreia de Franklin em 'Peanuts' / Foto: Charles M. Schulz - Reprodução


Quando publicada, a tirinha foi recebida elogiosamente por muitos, mas alguns jornais sulistas se recusaram a reproduzi-la.

Franklin Armstrong

Na tirinha de estreia de Franklin, ambientada em uma praia, ele devolve a Charlie Brown a bola que ele havia perdido – “Esta bola de praia é sua?” é a sua primeira fala – , e depois constroem juntos um castelo de areia.

Franklin só ganhou um sobrenome na década de 1990. Seu “Armstrong” é uma homenagem de Schulz ao cartunista Robb Armstrong. Com 6 anos à época da primeira aparição de Franklin, Armstrong, que é negro, foi diretamente influenciado pelo personagem.

Já conhecido por sua própria tirinha “Jump Start”, o cartunista teve a oportunidade de encontrar Schulz e tornaram-se amigos até a morte do criador de “Peanuts” em 2000. Sabendo da importância de “Peanuts” para Armstrong, Schulz perguntou se poderia dar ao personagem o mesmo sobrenome.

Professora e atvista de Los Angeles escreveu para Schulz sugerindo a criação de personagem negro / Foto: Charles M. Schulz - Reprodução
Fonte: Nexo Jornal

Comentários