Mãe de santo atacada por traficantes evangélicos deixa o Brasil e planeja pedir asilo à Suíça.



A mãe de santo Carmen Flores, de 66 anos, decidiu pedir asilo à Suíça após ser atacada por traficantes evangélicos em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Em 13 de setembro deste ano, os criminosos invadiram o templo no bairro Miguel Couto e a obrigaram a destruir todas as guias e estátuas do terreiro.

“Havia uma ordem, não sei de quem e não sei de onde, de que esse chefe [do tráfico] não queria mais candomblé na comunidade. Perdi o imóvel, está fechado”, relembra ela, conhecida como Mãe Carmen de Oxum.

Em vídeo divulgado pelos próprios traficantes na internet, um dos sete homens que atacam o terreiro diz que “o capeta-chefe tá aqui. Taca fogo em tudo, quebra tudo, o sangue de Jesus que tem o poder (sic)”.

Carmen já tinha viagem marcada para o país europeu, onde pretende ficar até dezembro como turista para, em seguida, pedir asilo político ao governo suíço por seis meses. Depois, ela deve ir para os Estados Unidos , apoiada pelos filhos de santo que moram no Brasil e no exterior.

“Sou dona de casa, uma senhora simples, com vida dedicada a uma religião. Só tenho medo. Medo, medo, medo. Pela minha família, pelos meus filhos, netos, pelos meus filhos de santo. Tenho pavor de sair do meu país com medo, de deixar uma família toda para trás”, afirma.

A assessoria da Polícia Civil informou que “as investigações estão em andamento na 58º DP para apurar os fatos. No momento, não há novidades para divulgar sobre o caso”.
Fonte : Site Uol


Opinião da Preta :Quanta intolerância.

Comentários