Regina Casé conta que Roque, filho de 4 anos,ja reconhece o racismo:


Sou mãe de uma criança negra, vou ser avó de uma criança negra






Com quatro anos recém-completados - em uma festa que reuniu famosos como Giovanna Ewbank e a filha, Títi - Roque, herdeiro de Regina Casé, já questiona a apresentadora sobre o preconceito racial. Em entrevista durante o jantar beneficente da ONG Identidades do Brasil, ela contou um episódio recente que viveu com o menino. "Esses dias levei ele, em uma exposição em São Paulo sobre o racismo e o movimento dos Panteras Negras nos Estados Unidos e ele já questionou: 'Por que fizeram isso? Por que fizeram isso com as pessoas negras'. Ele já questiona o racismo, o preconceito...".

'ESQUENTA' TROUXE REPRESENTATIVIDADE, CONTA REGINA


A mulher do diretor Estevão explica a importância de o menino, desde pequeno, ter marcado presença no "Esquenta". "Ele tem muita sorte de ter nascido já no 'Esquenta', que era um programa que eu já trazia muitas pessoas negras, promovia uma diversidade racial muito grande. Ele cresceu ali dentro e cresceu tendo uma representatividade muito grande, porque via o Lázaro Ramos na TV e via ele na minha casa, gostava da Taís (Araújo) e tinha a oportunidade de ter ela na casa dele também", conta, citando o casal de atores protagonistas da série "Mister Brau".

'VOU SER AVÓ DE UMA CRIANÇA NEGRA', LEMBRA APRESENTADORA



Já atacada por hackers em suas redes sociais, Regina afirma ainda que outro motivo pelo qual se envolve nas causas pela igualdade racial. "Me preocupo muito com isso porque sou mãe de uma criança negra, vou ser avó de uma criança negra, então é uma questão que está sempre muito presente na minha vida: formas de melhorar o mundo para as crianças negras do Brasil", explica.


Fonte : Pure People

Comentários