Leandro Lehart confirma volta ao Art Popular

Leandro Lehart. Confirmou sua volta ao grupo Art Popular 





"Tentando conviver com as diferenças. Se tiver alguma situação que não me agrade, vou contar até três, dar uns cinco minutos e voltar a conversar. A gente tem que ser mais tolerante, né?"


 Quando a gente vive em grupo ou num casamento, acho que a gente tem que ser mais tolerante. Acho que estou mais adulto, mais diferente e menos egocêntrico agora".Leandro também lembrou sobre a decisão de deixar o grupo em 2002 e comentou que, na época, precisava de um tempo: "Tem uma hora (em) que você fica sem os pés no chão, as coisas começam a acontecer de outra maneira e aí você percebe que precisa dar um tempo com você. Então, acho que todo mundo passa por isso, né?".A atração também descobre como vive hoje o 'Pimpolhinho', pequeno dançarino que fez sucesso no Art Popular nos anos 1990. São imagens que, hoje em dia, colocam bem mais do que uma pulga atrás da orelha de quem assiste: um menino de cinco anos de idade, à frente de um famoso grupo de pagode, atrai o público dando vida a uma coreografia cheia de movimentos sexualizados, numa letra de duplo sentido.Augusto Cesário hoje tem hoje 25 anos de idade. É formado em logística, está casado e mora num apartamento modesto da Zona Norte de São Paulo. Duas décadas depois de brilhar nos palcos, vive a rotina do anonimato. Faz a feira perto de casa tranquilamente, sem ser reconhecido. "Eu sou um pouco 'vergonhoso', então, acaba sendo bom', diz, com a voz tímida. 


"Mas, às vezes, eu sinto falta sim (de ser reconhecido), não tem como dizer que não, né?".Para se apresentar em shows pela madrugada com o Art Popular, 'Pimpolhinho' tinha autorização do Juizado de Menores e dos pais. 

Comentários