“Só sabem falar de bebida e a namorada que traiu”, diz Milton Nascimento sobre a música brasileira




“A música brasileira tá uma merda”, diz Milton Nascimento. “As letras, então. Meu Deus do céu. Uma porcaria”, declarou o cantor e compositor de 76 anos de idade.

“Não sei se o pessoal ficou mais burro, se não tem vontade [de cantar] sobre amizade ou algo que seja. Só sabem falar de bebida e a namorada que traiu. Ou do namorado que traiu. Sempre traição.

Milton ainda citou os cantores Maria Gadú e de Tiago Iorc, como um dos poucos músicos da nova geração que ele aprecia e lembra: “Criolo também, mas ele não é tão novo.”

Com quase 77 anos, ele diz que o mundo atual não o inspira a compor, mas que nunca vai parar de cantar.

Milton Nascimento é carioca, mas mineiro de coração. Cantor e compositor reconhecido mundialmente como um dos grandes nomes da Música Popular Brasileira, destacou-se com a canção “Travessia”, de sua autoria em parceria com Fernando Brant, no Festival Internacional da Canção, em 1967.

Comentários