Após 109 anos, Chanel tem seu primeiro desfile com modelo negro


A indústria da moda tem apresentado evoluções notáveis quando se trata de diversidade nos últimos anos, seja pela inclusão de modelos gordas, com condições especiais, mais velhas ou transexuais. Mas ainda há muito o que caminhar, especialmente quando se trata de enfrentar o racismo.
É até difícil de acreditar, mas só nessa semana, no último mês de 2018, a grife Chanel escalou um modelo negro para desfilar com suas roupas. Trata-se de Alton Mason, nascido em Arizona, nos EUA, mas com raízes familiares da Jamaica e de Gana.

Mason foi descoberto por uma agência através do Instagram e tem feito sucesso como modelo, e já trabalhou para outras marcas famosas, como a Gucci. Sua estreia pela Chanel aconteceu no Métiers d’Art Show, um evento anual em que a grife homenageia obras criadas por designers parceiros.

Mulheres negras já haviam desfilado pela Chanel antes, mas Alton Mason foi o primeiro modelo homem profissional a ser recrutado pela grife – antes dele, o músico Pharrell Williams já havia desfilado para a grife, mas como convidado especial.


Comentários