Desempregada e com o nome sujo: como sair dessa?



Quase não se fala nisso, mas quando se está desempregada e com o nome sujo, as coisas podem piorar pro seu lado. A maioria das empresas consultam seu CPF e antecedentes criminais, mas é claro que isso não vem descrito no e-mail de boas-vindas ao trabalho, como:

“Parabéns! Você não tem restrição em seu CPF, nem antecedentes criminais, passou em nosso processo seletivo!!! Seja bem-vinda!”

Como se as entrevistas não tivessem mil e uma regras que bastassem, agora mais essa! Além de um bom currículo e de se sair bem na entrevista, você precisa estar em dia com o Serasa e SPC.
E sim, faz muito sentido você estar desempregada e com o nome sujo.

Ter se enrolado em dívidas sem renda mensal é aceitável. Mas para algumas empresas, se a pessoa não consegue administrar a própria vida financeira, poderá não levar à sério as atividades profissionais. Nem pense em entrar na justiça por isso, moça. Sei que é algo bem injusto, mas, sem provas, não adianta movimentar uma palha.

Vamos ao que interessa, que é arregaçar as mangas e resolver isso:
É através do cadastro gratuito no Serasa consumidor que você pode conferir o seu score (pontuação do seu CPF baseada em pagamentos em dia) e consultar também o seu CPF. O meu CPF está sem restrições, mas caso o seu esteja, o site dá caminhos para entrar em contato/negociação com o seu credor. Dá até o valor da dívida. Assim, você passa a ser desempregada, mas sem o nome sujo.

Aqui abaixo temos algumas telas do que você vai ver no site. Ele é bem explicativo. E fácil de cadastrar e utilizar – você pode se castrar usando a sua conta do Facebook. Pode ficar tranquila, seus dados não vão para o face. Se o seu CPF estiver com restrições, já vão aparecer opções pra você limpar o nome.








Atenção: o site vai oferecer um plano para o Serasa AntiFraude. Você não precisa contratar nada. O que você precisa é verificar o seu CPF e entrar em negociação com o seu credor.

Sem grana, desempregada e com o nome sujo, é claro que você precisa consultar o seu CPF sem pagar, claro! E ter acesso à solução para as suas dívidas, também sem pagar pela solução. Há empresas que oferecem a consulta por R$ 5,00, e a solução das dívidas por R$ 30,00. Você, desempregada e com o nome sujo, não tem que pagar por isso. Porém, para a sua (e nossa) sorte, esse site te oferece tudo de graça!


Como pagar?

Quando a dívida está nesse site, o credor aceita negociações em baixas parcelas, pra que vocês cheguem a um acordo e a dívida seja quitada. Então vale fazer um doce para vender, aceitar um freela, pegar uma grana com a mãe, com o pai, vender um artesanato, dar volta com os cães do condomínio, oferecer assessoria em algo que você seja boa, vender almoço, tortas pela vizinhança e etc.


A sua rede de amigos será o primeiro canal com seus clientes. A partir deles, outros irão surgir e isso pode até se tornar um plano “B” para a sua vida financeira. Nada disso é vergonha. Lembre-se do seu objetivo: limpar o seu nome.

Sobre o score

O score é a pontuação do seu CPF. Sabe aquele momento em que você passa no caixa e a pessoa pergunta “deseja informar o CPF, senhora?”? Isso é para o seu score: seu cadastro positivo de dívidas.

O score é o seu histórico de pagamentos e da vida financeira. Pelo site, fazendo o cadastro positivo, informando endereço e colocando uma conta mensal – de luz, água, internet, tevê à cabo – em seu nome, aumenta a pontuação.
Cuidado!

Ah, tem uma galerinha pelas redes sociais oferecendo limpar o seu nome sem você pagar a totalidade da dívida e subir o seu score. Certamente você já viu posts assim pelos grupos no facebook. E dependendo do valor da sua dívida, estando desempregada e com o nome sujo, você até cogitou pagar esse valor para se livrar das contas e ser considerada em mais processos seletivos. Não vou te julgar.

Eles cobram R$ 300,00 de entrada e mais R$ 300,00 após 30 dias. Dizem que têm acesso ao sistema do Serasa. Enviam os seus dados do Serasa, com valor da dívida, local da dívida e com a sua pontuação só CPF. Têm a informação no perfil “trabalha em Serasa Experian”, te enviam um e-mail com as informações.

CUIDADO: Isso é um golpe! Dos mais antigos!

Ninguém vai entrar no sistema, tirar as suas dívidas e subir o seu score por R$ 300,00 ou R$ 600,00. Você pode até tentar. Literalmente pagar pra ver. Mas nada vai acontecer. E eles vão deixar de responder os seus e-mails. Aí você vai querer ir à justiça. E advinha?! Você vai ouvir do (a) advogado (a): “o objeto é ilícito”. Claro… você quis deixar de pagar uma dívida e obter ganho pessoal ilicitamente.

O caminho mais assertivo é se cadastrar no site Serasa consumidor, com segurança das informações passadas e seguir os passos que o próprio site indica. E assim, deixar de ser desempregada e com nome sujo.

Dependendo do sucesso do que você fizer para gerar a grana e limpar o nome, ter até a própria fonte de renda sem depender de um emprego fixo.

Colaboradora :Gabriele Barboza para Superela  

Comentários