Envelopamento promete deixar a casa de cara nova com o preço razoável






Os eletrodomésticos da sua casa já não te agradam mais, você deveria pensar em envelopá-los. A técnica do envelopamento não é novidade. É uma velha conhecida do setor automotivo. Mas só agora a tarefa de sobrepor uma peça com uma película de vinil está ganhando espaço nas residências.


A aplicação é simples: uma película é sobreposta com a ajuda de um soprador térmico; o vapor quente é o responsável por fixar o material. A escolha da cor ou estampa fica por sua conta, e não precisa limitar a imaginação, já que qualquer imagem pode ser impressa no material em vinil.

O segredo para ter o acabamento ideal na peça está na impressão e composição da película. Quem explica uma parte desse processo é Luis Mario Reis, que trabalha com envelopamento de eletrodomésticos e automóveis há dois anos.

"É possível envelopar materiais como madeira, chapa de aço e até a parede. A película é composta de carbono e polímeros que permitem uma durabilidade externa de até cinco anos, desde que tenha manutenção. A única exigência é que a imagem escolhida esteja em alta resolução, assim garantimos uma boa impressão", diz.

Como a película não sofre dilatação, é possível colocá-la sobre peças que tenham um nível de aquecimento leve. Entra nesse grupo o micro-ondas, a geladeira e a máquina de lavar. No entanto, a designer de interiores Valentina Rocha explica que não é indicado o envelopamento do fogão.

"Normalmente não recomendo porque há proximidade com o fogo e pode ser perigoso", conta.




Já Reis recomenda envelopar apenas os detalhes do eletrodoméstico. "O puxador e a tampa podem ser envelopados, já que estão distantes das chamas", diz. 






Custo do serviço

O teto, laterais e a frente de uma geladeira comum, com apenas uma porta, podem ser envelopados a partir de R$ 300. Todo processo dura aproximadamente três horas.

Mas, para quem deseja uma opção mais barata, o adesivo autocolante em vinil é uma solução. Para aplicá-lo não é necessário um soprador térmico. Isso facilita o processo e baixa o custo. Um rolo com 10 metros e 50 centímetros de largura custa em média R$ 60.

Alguns ateliers  fazem a adesivagem a partir da escolha do cliente, basta levar a imagem desejada para a impressão e a aplicação.  

"Desde que a peça não tenha  pontos de ferrugem na chaparia, a película pode ser aplicada. É interessante aplicar o adesivo em peças impermeáveis por causa da tinta", esclarece.

Para evitar o desgaste da imagem é indicado utilizar uma película transparente para protegê-la, essa é uma sugestão para peças que ficarão expostas ao sol.




 "É uma  prevenção que aumenta a durabilidade da peça. Outro cuidado é não fazer a higienização com produtos químicos,  o indicado é o sabão neutro", disse o envelopador.

Opinião da Preta  Espero que tenha " curtido" a dica ,  por preços acessíveis você da uma cara nova pra sua casa.

Comentários