Vale comer a carne onde se ganha o pão?

 Namoro no ambiente de trabalho


Como passamos a maior parte do tempo trabalhando, é comum que pessoas se apaixonem e até mesmo se envolvam com os colegas de trabalho. Será que vale a pena? Eu, pessoalmente, nunca quis juntar as duas coisas. Sei lá, acho um saco encontrar o carinha todo santo dia, ainda mais logo de manhã ,  com minha cara que nem sempre está a fim de ser maquiada. Porém, se você não vê nada demais – ou até vê, mas já está envolvida e é tarde demais... –, tenho umas dicas para não se atrapalhar nem atrapalhar alguém. É claro que se estão livres e desimpedidos, tendo cabeça para lidar com o contexto que envolve a situação ,  tem mais é que dar uns amassos após o expediente mesmo. Porém, um toque de amiga: cuidado para não mexer com alguém comprometido. Pois é comum os homens se envolverem com colegas de trabalho – quer  ambiente mais perfeito para passar o dia investindo em outras mulheres sem chamar a atenção da esposa? Claro que nem sempre eles revelam o “detalhe” de serem casados. Resultado? Você se ilude e acaba descobrindo a verdade por terceiros. Isso quando não  “apanha” da oficial!

Tem também a questão dos chefes: ainda que nem sempre admitam que esse foi o real motivo, alguns demitem funcionários que paqueram. Por isso, se  namorar alguém, mesmo que não seja obrigatório, conte para o chefe. É um atitude que comprova transparência e lhe dá a chance de tranquilizar o patrão, deixando claro que está ciente das suas obrigações e que nada interferirá na qualidade do seu trabalho. Digo isso porque, uma vez, li o relato de um chefe dizendo achar saudável os funcionários namorarem. Só é ruim quando falta  profissionalismo. Segundo ele, alguns começam a paquerar nos chats do trabalho, nos corredores... Há casos em que até saem mais cedo, acredita? Não pode, gente! Então, se você for do tipo “quando a paixão avassaladora bate à porta, o resto sai pela janela”, saiba que é arriscado. Nem vem dizer depois que foi demitida injustamente, certo? Muito melhor ser honesta e fazer sua parte. Fora do horário de trabalho, você tem autonomia para namorar onde e quando quiser. Mas, se está na empresa, sua obrigação é trabalhar bem. Aliás, seja esperta: use a empolgação do romance nas tarefas e seu chefe ficará feliz de ver que você rende melhor apaixonada! 

Fonte : Viva Mulher

Essa é a minha opinião, fale o que você acha sobre o assunto

Comentários